ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

PARTIDAS

Não posso acreditar no que aconteceu! Mas eu avisei. Eu avisei para aquela moça das pernas compridas e de temperamento forte, que o seu relacionamento com aquele cara não daria certo. Mas a moça não acreditou. São aquelas coisas de estar apaixonado... depois que a paixão acaba o mundo desaba. É sempre assim.

Há sempre algo se partindo por aí. Encontros e despedidas acontecem todos os dias. No princípio tudo é lindo e maravilhoso, mas quando as contas chegam; é um Deus nos acuda.

Quando aquela coisa começou, parecia que iria durar para sempre. - Mas que mania que a gente tem de achar que tudo precisa durar para sempre. -Ora bolas, pois tudo é relativo, não é!

A coisa toda começou num dia em que a senhorita Tê estava muito carente com a morte da sua cachorrinha Pita. - Essa coisa de carência também enche o saco! Mas que mania de carência!
Bom, a cachorrinha morreu e o mundo entristeceu. Ter um bicho de criação é muito sério! O apego é total. O bicho vira mesmo um ente querido. - Enfim, a Tê começou a fazer muitas coisas para se distrair. Num certo dia, passeando pelo mundo virtual da internet; a Tê encontrou o que não procurava e achou uma boa ocupação que lhe rendeu muita dor de cabeça. E bota dor de cabeça!
Ela encontrou um amigo e que depois virou uma paixão.

Com tanta gente para encontrar no munto; a Tê encontrou justamente um cara arrogante e prepotente. Tudo ele sabia e era bom em tudo o que fazia.- Tipinho mais chato não existia. E ainda por cima era induzido pela Tê a ficar mais chato, pois ela alimentava sua elevada autoestima.

A famigerada paixão arrastou a Tê para bem longe dos amigos. Ninguém conseguia falar com ela. E ela deixou de fazer aquelas atividades habituais junto com os amigos. Até sua amiga mais próxima foi colocada de lado.

A Tê se envolveu de tal maneira com seu "amigo", que acabou se esquecendo das amizades que a rodeavam. - Tudo bem! o tempo ou a vida acabam por mostrar a realidade. - Enfim, o tempo passou e o envolvimento da Tê ficou intenso. A ponto dela excluir seus amigos de sua rede social. Pode! Hehehehehe, que maluquice!

De uns tempos para cá, tenho recebido recados da Tê. Ela diz que precisa falar comigo e com outras pessoas da sua roda de amizade. O que será que aconteceu? Será que ela voltou para a vida real?



Imagem de Eiko Ojala