ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

LECA E LINO - O RIO

-Oi, Lino.
-Como você está, amiguinho?
-Andei sumida. Estive voando por aí.

-Oi, Leca.
-Eu senti sua falta. Que bom que você voltou.
-Conta as novidades.

-Meu amigo, estive em tantos lugares... Sabe Lino, você é um peixinho muito feliz.
-Você sabia que nem todos os rios são limpinhos! Você é um sortudo, pois mora num rio limpo.

-Leca, o que você está me dizendo! Não acredito, amiga... eu pensava que todos os rios fossem limpos.
- Conta mais, Leca, quero saber como são os rios por aí. Eu nem posso imaginar que existam rios sujos.
-Como vivem os peixes nesses rios?

-Calma Lino! Vou contar tudo o que vi.
-Eu e uma amiguinha, saímos voando por aí. Nós queríamos conhecer outros lugares. Vimos muitas coisas bonitas, mas também vimos muitas coisas feias.
-Um dia, passamos por um lugar muito agitado, lá vimos um rio enorme, mas completamente poluído. Eu até fiquei pensando assim: Como pode ser isso! Um rio é cheio de água! Mas água podre ninguém pode beber e nem tomar banho. Quem estragou esse rio? E se meu amigo Lino morasse aqui nessa cidade!  Como ele estaria?
-Falei para minha amiga: Por que será que esse rio ficou assim: tão sujo, tão fedido e tão feio? Ela respondeu: Amiga, você nunca tinha visto um rio assim? Ah! é porque você sempre viveu naquela cidadezinha, lá o povo preserva o que eles têm de bom, pelo menos por enquanto. Mas infelizmente por todos os lugares por onde já voei, vejo muitos rios poluídos. Eu fico triste, porque, quem estraga os rios são as pessoas. E só as pessoas podem fazer o rio ficar limpo de novo.

-Leca, deixa eu dizer uma coisa: Água é importante para todo ser vivo. Sem água é impossível viver. Onde estão com a cabeça! Eu nunca vou sair daqui do meu rio. Se eu puder fazer alguma coisa para impedir que ele seja poluído; pode ter certeza que eu farei. Estou indignado com essa história de rio poluído!

-Amiguinho, deixa eu acabar de contar, mas se você ficar nervoso eu paro.
-Eu ouvi dizer que tem jeito de deixar os rios limpos de novo, mas é preciso gastar muito dinheiro. Ouvi dizer que existem projetos de limpeza dos rios em andamento, mas são as pessoas que precisam cobrar isso dos que cuidam das cidades. Entendeu?

-Entendi, mas fiquei chateado. Acho que eu preferiria nem saber dessa história de rio poluído. Ora bolas, eu estava aqui nadando muito feliz e pensava que todos os peixes também fossem felizes. Que todos vivessem em um rio limpo e cheio de alimentos... que nada, agora estou aqui pensando em como vivem os que moram em rios poluídos.

-Amigo, mas a vida é assim mesmo! É preciso abrir os olhos e ver o que acontece por aí.
-Curta o que você tem de melhor. Só de viver em um rio limpo, é mais do que motivo para ser feliz, não é?

-Leca, você disse tudo!
-Agora eu vou embora e vou contar para os meus amigos tudo o que você me contou. Acho que vai ser um choque para eles, mas depois vão pensar em como é bom viver aqui  nesse belo rio.

-É isso aí, amiguinho.
-Até a próxima.

lita duarte